"O ROSTO DOS ANIMAIS DE JASON SÃO IMÓVEIS COMO UMA MÁSCARA"


[NFN DIÁRIO #136]                                         * * *                                                  [13/12/2012]

Michael Arthur resenhou, no The Hooded UtilitarianWerewolves of Montpellier, gibi de Jason lançado pela Fantagrahics.

Na história, um artista sueco [que é um cachorro: Jason é conhecido por escrever histórias com animais antropomórficos] acaba na cidade francesa de Montpellier, graças ao AMOR -- amor frustrado, no caso. Sem muito o que fazer, se torna um LARÁPIO disfarçado de Lobisomem, apenas para... encontrar um clã de lobisomens "de verdade".

Arthur foi mais TÉCNICO em seu comentário:

Sven, o artista imigrante, coloca uma máscara de animal e enfrenta aventuras assim como Jason, o artista imigrante, coloca máscaras inexpressivas de animais sobre o rosto de seus personagens de forma que ele, e seus leitores com ele, possam se imergir nas histórias. Nós nos vemos de baixo dos cachorros e dos coelhos, e nós não precisamos dos óculos de "They Live". Percebemos que o trabalho está consciente de ser um desenho, que o rosto dos animais é falso, em pequenos momentos, um cachorro suando de nervosismo, um rosto ainda branco e peludo depois de ser barbeado. Os rostos dos animais de Jason são conhecidos por serem imóveis como uma máscara.

Nenhum comentário: