KAARE ANDREWS: DE CAPISTA A DIRETOR DE CINEMA


[NFN DIÁRIO #141]                                        * * *                                                [20/12/2012]

"Tu é meu faisha".
É um dia de entrevistas que eu fecho com essa, no CBR, a Kaare Andrews [Spider-Man: Reign], por Alex Dueben. Se você está se perguntando porque ele está desaparecido, são duas as respostas: a] ele está dirigido uma prequela/reboot para Cabin Fever, o filme de Eli Roth [de... dez anos atrás? Jesus amado, somos VELHOS]; b] ele não está desaparecido, mas desenhando as capas de toda a linha Ultimate da Marvel.

Sobre esse último SERVICINHO, Andrews comentou:

Isso é realmente desafiador. Fiz qualquer coisa como 36 capas diferentes em um período de mais ou menos um ano, o que para mim é uma loucura. Nunca fiz tantas capas em tão pouco tempo de uma coisa tão constante. Quando eu fiz a minha fase em "Incredible Hulk", a ideia evoluiu para o que eu posso fazer dessa vez que eu nunca fiz antes. Todo mês era, tipo, o que eu posso fazer de novo? Estilo da arte, composição, design, tudo. Com Ultimates, é diferente. É uma linha e eu fui contratado para dar uma consistência para ela, então não é sobre o que eu posso fazer de novo e o que eu posso fazer de diferente. Eu sei que Axel [Alonso, o editor-in-chief da Marvel] queria que eu criasse uma sensação de video games e de cultura pop moderna. Algo que não parecesse old school, mas mais arrojado, se é que essa é a palavra [risadas]. Para mim era, tipo, "certo, não posso forçar muito os personagens". Estou apenas tentando criar um aspecto consistente que passe de gibi para gibi todos os meses para que as pessoas saibam que esse é o universo Ultimates. Foi difícil fazer tantas hqs em tão pouco tempo. Não acho que alguma das capas estejam entre os meus melhores trabalhos, mas algumas delas foram bem sucedidas. No final do dia, estou orgulhoso do que eu fiz para a linha, então foi uma experiência positiva. 

Nenhum comentário: