"COM METAMAUS EU ME EXPLIQUEI CLARAMENTE"

[NFN DIÁRIO #142]                                        * * *                                                [21/12/2012]

Ó uma entrevista: essa, de Tommaso Koch, do El País, a Art Spiegelman. O tema: MetaMaus. O que é MetaMaus? Bom:

[...] MetaMaus narra o processo de criação da obra maestra de Spiegelman. E como demorou 13 anos para terminar os dois volumes em preto e branco de Maus. "sabia que seria um projeto longo. Comecei entrevistando de novo a Vladek [en 1972, Spiegelman gravou várias horas de conversas com seu pai e publicou a primeira versão de Maus, de três páginas] e descobri que não podia compreender o que ele me contava a não ser que mergulhasse totalmente no tema", revela o desenhista.

E:

No entanto, 20 anos depois, a sua relação com Maus segue sendo contraditória. "O fato de que tivesse tanta repercussão me pareceu um presente e um desastre. Me deu segurança econômica, mas nunca poderia ter previsto o peso de tentar não estorvar à obra. Arrumei uma obrigação com os mortos", assegura.

Disso, e de sua fama, reclamava Spiegelman em uma conversa com Matt Groening. Mas o criador d'Os Simpsons ofereceu uma perspectiva diferente: "É como se você reclamasse do cinzeiro sujo de um Rolls Royce". Spiegelman também aprendeu a não reclamar das versões e análises que se fizeram de Maus ao longo da história: "No fundo, para mim, tudo são mal-entendidos. Com MetaMaus eu me expliquei claramente. Já não é meu trabalho".

Compare no Buscapé
             

Nenhum comentário: