[NFN#118] E já que começamos o NFN DIÁRIO de hoje falando de gibis da EC, Dominic Umille escreveu esse artigo, no Pop Matters, sobre como esses, os mais representativos dentre a pá de gibis de terror publicados na primeira metade do século passado, influenciaram Stephen King.

No livro On Writing, de Stephen King, ele relembra exercícios que envolvem copiar texto de quadrinhos que ele leu quando jovem para as páginas de um caderno. Em seu Dança Macabra, King discute o papel de seus quadrinhos de terror favoritos no desenvolvimento de A Hora do Vampiro, o seu livro de 1975 sobre uma comunidade de vampiros em uma pequena cidade do Maine. A parceria de King no início dos anos 80 com ícones do cinema de terror como George Romero e Tom Savini deu origem a Creepshow, um assustador filme de terror inspirado em quadrinhos construído com base em vinhetas sobre vinganças que vem do além túmulo, enxames de insetos e mais. Salpicado tanto de humor quanto de sangue, Creepshow se desenvolve, assim como os primeiros gibis de terror, na época em que "pactos com o demônio e viagens para o inferno" eram temas comuns. A abertura de Creepshow é, em sua maior parte, animada, e o primeiro "capítulo" conta com o filho de King, Joe, que ganhou um prêmio Eisner por um gibi da IDW e recentemente colaborou com o seu pai na série de quadrinhos Road Rage, de 2012.

Nenhum comentário: