ALEX TOTH: THE BURNER!



[MEMÓRIA#16/OURO PURO#4]                   * * *                                                 [30/11/2012]

O mais provável é que você já tenha percebido que eu sou um fã de Alex Toth [+], o homem, o mito. Se você ainda tem alguma desconfiança da QUALIDADE TÉCNICA do gênio rabugento dos quadrinhos depois de ter clicado naquele [MAIS] ali em cima, bom, o DESTINO te reservou mais chance -- e o fez pela via do OURO PURO, a ALA da MEMÓRIA do NEW FRONTIERSNERD dedicada a quadrinhos em domínio público.

O que segue aí em baixo é The Burner, a segunda história da revista Crime and Punishment #66, de 1954, toda ela escrita e desenhada por Alex Toth. Estamos falando de seis páginas de MÁFIA e CRIME, pontuadas por um CASTIGO IRÔNICO, uma versão sofisticada de uma história que você poderia ter lido em um gibi da EC se não fosse pela falta de sanguera -- é um gibi pós-CCA, conforme você pode verificar pela ESTRELINHA na sua capa, ali em cima.

O sangue e as tripas que você poderia esperar de um gibi pré-Code, no entanto, não fazem falta: Toth sabe contar uma história de criminosos de APPROACH realista na elegância.

Certamente você vai perceber o excesso de uso de retícula, o que meio que camufla uma das qualidades do traço de Toth [precisamente a clareza], e as bordas das páginas curvadas. O objetivo é dar à história um pseudo efeito 3D batizado por um editor não especialmente criativo de “deep dimension”, um recurso do qual a revista se valeu pontualmente.

Devemos as páginas a esse link







Aí no final tu tem o cara morrendo FRITADO e, na sequência, um ANÚNCIO
DE BRINQUEDOS que usa a expressão THE WORLD IS ON FIRE.
Alguém tá de parabéns pelo senso de humor.

Nenhum comentário: