TENTE NÃO SER UM NERD TARJA PRETA POR UM SEGUNDO #26


* * *

Começou a terceira temporada de Walking Dead, um bom pretexto para um TENTE NÃO SER UM NERD TARJA PRETA POR UM SEGUNDO dedicado a ZUMBIS – ao menos dois links sobre o tema RETORNARAM do além.

Começamos por Noah Millman, do The American Conservative, que escreveu um curto artigo para dizer para apontar a uma TROCA DE PARADIGMA:

O horror [nos filmes de zumbi] é, entre outras coisas, existencial: os nossos mortos estão vindo atrás de nós, e não vão descansar no seu objetivo de nos reduzir à sua condição. Nós vemos essas coisas cambaleantes, esses corpos em decomposição, e nós lembramos: de alguma forma, isso somos nós. Inevitavelmente. Não interessa o quanto nós lutemos. Um zumbi é um memento mori especificamente horrendo.

[...] O zumbi "viral" moderno é praticamente o contrário disso. O grupo não sucumbe inevitável e irremediavelmente; em vez disso, existe uma empolgação em assisti-los (a alguns) derrotar e escapar da praga. Os filmes de zumbi modernos são fantasias de sermos escolhidos -- nos identificamos com os sobreviventes, e nos convencemos que podemos nos tornar um deles. E esses sobreviventes parecem muito mais vivos do que nós -- em parte, porque eles escaparam das amarras da civilização, mas não apenas por isso. Como os zumbis estão mortos, aquela fantasia de sermos os escolhidos é uma fantasia de escapar totalmente da morte -- precisamente o contrário do que um zumbi nos deveria fazer sentir.

Nem aí pra tudo isso e mais preocupado em trocar todos os seus dentes por lajotas de ouro, nós temos Robert Kirkman, entrevistado por Sean T. Collins na Rolling Stone. Sobre a nova temporada [e meio que confirmando o prognóstico de Millman], Kirkman diz:

Até agora, a série foi sobre pessoas lutando para sobreviver em um mundo habitado por zumbis Os zumbis são a ameaça principal, a principal coisa a se temer. Na medida em que nos aproximamos da trama na prisão, a introdução de Woodbury e o Governador e Michonne, e todos esses elementos que foram colocados na série em quadrinhos - isso mudou as coisas de forma radical, chegando em um ponto em que nós temos um antagonista claro, e havia um vilão no mundo pela primeira vez. Nós começamos a falar do perito gerado pelos humanos, sobre como seria ameaçador e assustador encontrar humanos nesse mundo. Agora que nós estamos chegando nessa fase da série de TV, foi alterado de forma dramática o tipo de história que nós contamos.

Nenhum comentário: