NFN#39




MONSTRUOSO #3. No Sequart, Andrew Edwards resenhou Saga of the Swamp Thing #22, a segunda parte de continuação da história Lição de Anatomia. Os fatores equacionados são Alan Moore, Steve Bissette e John Totleben.

É aquela edição que a primeira página, que você tá vendo aí em cima,
parece um Onde Está Wally? pantanoso.


DAS ANTIGAS #1. Em Your Chicken Enemy, Daniel Elkin e Jason Sacks discutiram DC Showcase Presents The Phantom Stranger vol. 1, de, entre outros, Neal Adams, Tony Dezuniga, Jim Aparo, Mike Sekowsky [que leva a maior parte dos elogios], Robert Kanigher e Len Wein. Isso é de 1971, caso você esteja se perguntando.


DAS ANTIGAS #2. O link é antigo [12/7], mas só chegou as minhas mãos hoje: Don Alfasi resenhou, para Marvel Genesis, The Amazing Spider-Man Annual #1, de Stan Lee e Steve Ditko. Isso é de 1964, caso você esteja se perguntando de novo. Envolve o Sexteto Sinistro e algumas mancadas de Stan Lee. Nos comentários do post, Nick Caputo e Barry Pearl dão as caras.

Tratando-se de Steve Ditko [criador de personagens sutis como
Questão e Mr. A], a parte em que eles trocam ofensas
não é uma piada, mas um DOCUMENTÁRIO.

REPUBLICAÇÕES. Barry Pearl, no seu próprio blogue, também publicou um artigo bastante bom sobre as reedições que a Marvel e a DC publicavam de gibis da Era de Ouro, em edições especiais, na época. De brinde, você leva pra casa um antes e depois de algumas páginas não aprovadas pelo Comics Code Authority.


AHHH, O NEW YORK TIMES #2. Aquele comentário sobre o filme dos Vingadores em um artigo do New York Times, foi tão politicamente correto que ultrapassou até os limites de tolerância do The Hooded Utilitarian. Daí Ben Saunders escreveu um artigo não muito amistoso com o tema:

Para mim, você tem que ter mais coisas a dizer sobre um filme ou um livro do que "é racista/sexista/homofóbico" se você quer realmente ser um crítico profissional. [Os críticos de cinema do NY Times] rodaram nesse teste básico de comprometimento no que se refere ao gênero super-heróico... [Os críticos de cinema do NY Times] apenas aparecem como esnobes que falam de filmes de arte, e a atitude deles me é preguiçosamente familiar. Mas, ei, nós já sabemos que o NYTimes não sabe muito sobre cultura pop. Esse é o mesmo NYTimes que criticou a Comic Con por ser séria demais, no final das contas (e eles é que dizem que filmes de super-heróis são estúpidos e incoerentes!).

Nenhum comentário: